Tradução:      

En Espanol

Carcinoma Basocelular foliar

Opções eficazes para BCC inicial e avançado

Quando detectados precocemente, a maioria dos carcinomas basocelulares (CBCs) pode ser tratada e curada. O tratamento imediato é vital, porque à medida que o tumor cresce, torna-se mais perigoso e potencialmente desfigurante, exigindo um tratamento mais extenso. Certas formas raras e agressivas podem ser fatais se não forem tratadas prontamente.

Se você foi diagnosticado com um CBC pequeno ou precoce, vários tratamentos eficazes geralmente podem ser realizados em nível ambulatorial, usando um anestésico local com dor mínima. Depois disso, a maioria das feridas pode cicatrizar naturalmente, deixando cicatrizes mínimas.

As opções incluem:

Cirurgia de Mohs

Curetagem e eletrodissecação (eletrocirurgia)

Como Funciona

O dermatologista raspa ou raspa o BCC usando uma cureta (um instrumento pontiagudo com ponta em forma de anel), então usa calor ou um agente químico para destruir as células cancerígenas remanescentes, estancar o sangramento e selar a ferida. O médico pode repetir o procedimento algumas vezes durante a mesma sessão até que não restem células cancerígenas. Normalmente, o procedimento deixa uma cicatriz redonda e esbranquiçada, semelhante a uma queimadura de cigarro, no local da cirurgia.

Quando é usado

A curetagem e a eletrosecação podem ser eficazes para a maioria das pequenas lesões de CBC. Nesses casos, o procedimento apresenta taxas de cura próximas a 95%.

Cirurgia de Mohs

Como Funciona

Cirurgia de Mohs é realizada em uma única visita, em etapas. O cirurgião remove o tumor visível e uma margem muito pequena de tecido ao redor e abaixo do local do tumor. O cirurgião codifica o tecido com cores e desenha um mapa correlacionado ao local cirúrgico do paciente. Em um laboratório no local, o cirurgião examina o tecido ao microscópio para ver se ainda há células cancerígenas. Nesse caso, o cirurgião retorna ao paciente e remove mais tecido exatamente onde estão as células cancerígenas. O médico repete esse processo até que não haja evidência de câncer. Em seguida, a ferida pode ser fechada ou, em alguns casos, curada por conta própria.

Quando é usado

A cirurgia de Mohs é o padrão ouro, a técnica mais eficaz para remover BCCs, prejudicando o mínimo de tecido saudável enquanto atinge a maior taxa de cura possível - até 99% em tumores tratados pela primeira vez. Muitas vezes, é recomendado para CBCs localizados em áreas ao redor dos olhos, nariz, lábios, orelhas, couro cabeludo, dedos das mãos, pés ou genitais. Mohs também é usado para BCCs grandes, agressivos ou em crescimento rápido e em tumores que retornaram, bem como aqueles com bordas indistintas. Obtenha mais detalhes sobre a cirurgia de Mohs aqui.

Cirurgia excisional

Como Funciona

Usando um bisturi, o cirurgião remove todo o tumor junto com uma “margem de segurança” do tecido circundante e o envia para um laboratório externo para análise. A margem de pele removida depende da espessura e localização do tumor. Se o laboratório encontrar células cancerígenas além das margens, mais cirurgias podem ser realizadas posteriormente até que as margens estejam livres de câncer.

Quando é usado

Para CBCs pequenos e precoces que não se espalharam, cirurgia excisional frequentemente o único tratamento necessário. As taxas de cura estão acima de 95% na maioria das áreas do corpo, semelhantes às da curetagem e da eletrodissecação.

Terapia de radiação

Como Funciona

O médico usa feixes de raios X de baixa energia para destruir o tumor, sem necessidade de corte ou anestesia. A destruição do tumor pode exigir vários tratamentos durante algumas semanas ou tratamentos diários por um período de tempo especificado.

Quando é usado

Com a a terapia de radiação, não há como saber que todo o tumor foi destruído. Como o procedimento é menos preciso e produz taxas de cura de apenas 90%, ele é usado principalmente para CBCs difíceis de tratar com cirurgia e em pacientes idosos ou com problemas de saúde para os quais a cirurgia não é recomendada. Para alguns casos de BCC avançado, especialmente aqueles que envolvem os nervos circundantes, a radiação pode ser usada após a cirurgia ou em combinação com outros tratamentos.

A criocirurgia

Como Funciona

O dermatologista usa um aplicador com ponta de algodão ou dispositivo de spray para aplicar nitrogênio líquido para congelar e destruir o tumor. Mais tarde, a lesão e a pele ao redor podem formar bolhas ou formar crostas e cair, permitindo o surgimento de uma pele saudável.

Quando é usado

A criocirurgia é eficaz para CBCs menores e superficiais. É especialmente útil para pacientes com distúrbios hemorrágicos ou problemas de tolerância à anestesia. A taxa de cura é entre 85 e 90 por cento. Essa técnica é usada com menos frequência para BCC invasivo porque pode perder porções mais profundas do tumor e porque o tecido cicatricial no local pode dificultar a detecção de uma recorrência.

Cirurgia a laser

Como Funciona

O dermatologista direciona um feixe de luz intensa no tumor para atingir os CBCs superficiais. Alguns lasers vaporizam (ablam) o câncer de pele, enquanto outros (lasers não ablativos) convertem o feixe de luz em calor, o que destrói o tumor sem danificar a superfície da pele.

Quando é usado

Cirurgia a laser ainda não foi aprovado pela FDA para CBCs superficiais, mas às vezes é usado como terapia secundária, especialmente quando outras técnicas não tiveram sucesso.

Terapia Fotodinâmica (PDT)

Como Funciona

O dermatologista aplica um agente tópico para tornar a lesão sensível à luz ou injeta o agente no tumor. Depois de permitir um curto período de tempo para absorção, o dermatologista usa uma luz azul ou laser de corante pulsado (ou às vezes luz solar natural controlada), que causa uma reação que destrói o CBC. Após o procedimento, os pacientes devem evitar estritamente a luz do sol por pelo menos 48 horas, pois a exposição aos raios UV aumentará a ativação do medicamento e poderá causar queimaduras solares graves.

Quando é usado

PDT pode ser usado para alguns CBCs superficiais na face e no couro cabeludo, mas não é recomendado para CBC invasivo.

Medicamentos tópicos

Medicamentos aprovados

5-fluorouracil (5-FU) (Efudex®, Carac®, Fluoroplex®, Tolak®)
Imiquimod (Aldara®, Zyclara®)

Como eles funcionam

São cremes ou géis aplicados diretamente nas áreas afetadas da pele para tratar CBCs superficiais com risco mínimo de cicatrizes. O imiquimod ativa o sistema imunológico para atacar as células cancerígenas, enquanto o 5-FU é uma quimioterapia tópica que mata as células cancerígenas.

quando eles são usados

O 5-FU, uma quimioterapia aprovada para tratar certos tipos de câncer interno, também foi aprovado pela FDA na forma tópica para BCCs superficiais, com taxas de cura entre 80 e 90 por cento. Imiquimod é aprovado para BCCs superficiais, com taxas de cura entre 80 e 90 por cento. Muitas vezes, tumores diagnosticados na biópsia como superficiais terão outras áreas invasivas dentro da mesma lesão, tornando intrinsecamente difícil a seleção adequada do tumor para esse tratamento.

Ao pesar os prós e os contras das opções de tratamento, é importante considerar que a radiação, a criocirurgia e os medicamentos tópicos têm uma desvantagem significativa em comum – nenhum tecido é examinado ao microscópio, portanto não há como determinar o quão completamente o tumor foi removido .

Tratamento de BCCs avançados

Medicamentos orais aprovados

Dois medicamentos orais são aprovados pela FDA para o tratamento de adultos com casos muito raros de BCC avançado que são grandes ou penetraram profundamente na pele, se espalharam para outras partes do corpo ou resistiram a vários tratamentos e recorreram.

Vismodegibe (Erivedge®)
Sonidegib (Odomzo®)

Como eles funcionam

Ambos os medicamentos são medicamentos direcionados tomados por via oral. Eles funcionam bloqueando a via de sinalização do “ouriço”, um fator chave no desenvolvimento do BCC. Em 2012, o vismodegib tornou-se o primeiro medicamento aprovado pela FDA para o tratamento de BCC avançado. Um segundo medicamento inibidor da via hedgehog (HHI), sonidegib, foi aprovado para CBC avançado em 2015.

quando eles são usados

Vismodegib é utilizado para os casos extraordinariamente raros de BCC metastático ou BCC localmente avançado (tumores que penetraram profundamente na pele ou recorreram com frequência) que recorrem após cirurgia ou radiação, ou não podem ser tratados com cirurgia ou radiação e se tornaram perigosos ou fatais ameaçador.

O sonidegib é utilizado em adultos com CBC localmente avançado, penetrando profundamente na pele ou recorrentemente recorrente, bem como nos casos em que outros tratamentos, como cirurgia ou radioterapia, não podem ser utilizados.

Devido ao risco de defeitos congênitos, mulheres grávidas ou que possam engravidar não devem usar nenhum dos medicamentos. Os casais devem usar métodos anticoncepcionais se a mulher puder engravidar enquanto o parceiro estiver tomando a medicação.

Os cientistas também estão investigando vários outros inibidores hedgehog direcionados como tratamentos potenciais para BCC localmente avançado e metastático.

Medicamentos de imunoterapia aprovados

Em fevereiro de 2021, a Food and Drug Administration (FDA) dos EUA aprovou o medicamento de imunoterapia intravenosa, cemiplimabe-rwlc (Libtayo®) para o tratamento de pacientes com certas formas de carcinoma basocelular avançado.

Cemiplimabe-rwlc (Libtayo®)

Como Funciona

Cemiplimab é um tipo de imunoterapia conhecida como terapia de bloqueio de ponto de controle, que funciona aproveitando o poder do sistema imunológico para combater o câncer. Em condições normais, o sistema imunológico usa checkpoints, que são moléculas que suprimem a produção de células T, os glóbulos brancos que ajudam a proteger o corpo contra infecções. Esses pontos de controle impedem que as células T superproduzam e ataquem as células normais do corpo. No entanto, as células cancerígenas têm a capacidade de manter esses pontos de controle ativos, suprimindo o sistema imunológico para que o câncer possa crescer e prosperar. Cemiplimab bloqueia um ponto de controle específico chamado PD-1 de funcionar, para que o sistema imunológico possa liberar grandes quantidades de células T para atacar e matar células cancerígenas.

Saiba mais sobre  cemiplimabe.

Quando é usado

Cemiplimab é utilizado para tratar doentes com carcinoma basocelular avançado (BCC) previamente tratados com um inibidor da via hedgehog (HHI) ou para os quais um HHI não é apropriado. A aprovação total foi concedida para pacientes com BCC localmente avançado e a aprovação acelerada foi concedida para pacientes com BCC metastático.

Revisados ​​pela: 

Julie K. Karen, MD
Ronald L. Moy, MD

Última actualização: 2021 de Abril

 

NOTA As informações incluídas neste site são clinicamente revisadas e factualmente precisas. Destina-se apenas para fins educacionais. As informações de tratamento nesta página não são uma recomendação ou endosso de qualquer medicamento, dispositivo ou tratamento, nem sugerem que qualquer medicamento, dispositivo ou tratamento seja seguro ou eficaz para você. Se você tiver alguma dúvida sobre tratamentos de câncer de pele, fale com seu médico.

Esta seção é possível com o apoio de

Faça uma doação
Procure um dermatologista

Produtos recomendados